Eventos Realizados

Galeria de fotos

SANTIDADE: UMA BUSCA POSSÍVEL E NECESSÁRIA

A Santidade é um convite destinado para todas as pessoas, como nos incentiva o Papa Francisco no seu pontificado. Acerca deste tema sobre a santidade, aconteceu no dia 26 de setembro, um encontro da CETESP, Comissão dos Estudantes de Teologia do Estado de São Paulo, no ITESP. Além de diversas faculdades presentes, contamos com os assessores: Pe. Telmo, professor da faculdade João Paulo II (FAJOPA), de Marília/SP, e Pe. Cláudio, diretor da faculdade Paulo VI, de Mogi das Cruzes/SP. Ambos expuseram a Exortação Apostólica Gaudete et exsultate (Alegrai-vos e exultai), sobre o chamado à santidade no mundo atual, do nosso querido Papa Francisco.

Pe. Telmo apresentou os fundamentos bíblicos do ensinamento do papa nessa exortação, a partir de uma espiritualidade das bem-aventuranças. Ele afirmou que a Gaudete et exsultate foi uma forma do Papa Francisco continuar suas reflexões sobre o Ano da Misericórdia (2016). Alertou-nos sobre o problema do clericalismo presente na Igreja, pois “todos os batizados e batizadas têm dignidade e liberdade no sacerdócio comum dos fieis”, destacou. Concluiu sua participação, enfatizando que é por meio do “amor a Deus e ao próximo, que se tem fome e sede de justiça”.

Em seguida, Pe. Claudio procurou transmitir um itinerário proposto pelo Santo Padre para viver a santidade em nossos dias, na vida prática e cotidiana. Inaugurou sua apresentação elucidando que, por vezes, falar de santidade nos silencia, pois vivê-la “não está na moda”. Entre suas afirmações, destacou que o cristianismo oferece um caminho para a santificação e que ser santo é ser “gente normal”. Depois advertiu ao perigo do gnosticismo, pelagianismo, “pregação de autoajuda” e do intelectualismo, que vão em contrapartida a uma vida de santidade proposta pelo Papa Francisco.

Como se percebe, santidade é um assunto provocador e necessário, pois nos leva a pensar, silenciar, rezar e, sobretudo, olhar para as nossas misérias e feridas. Isso é importante! Porém, mais importante do que perceber nossas limitações, é compreender a nossa capacidade de acesso a Deus como pecadores. As pessoas se tornam capazes de Deus, pois Ele chama todos à santidade. Ela é dom e graça de Deus, além de esforços pessoais para conversão. A graça de buscar a santidade é possível, pois Deus mesmo Se fez possível para todos. Prova disso está na Sua encarnação (Jo 1,14). Jesus é o caminho, a verdade e a vida (Jo 14,6) possível e acessível às pessoas. Deste modo, Deus deseja nos alcançar por meio de Seu Filho, Jesus de Nazaré, para santificar nossa humanidade e, assim, com Ele, testemunhar a alegria de sermos amados pelo Pai, amando ainda mais as pessoas e promovendo a justiça aos mais necessitados.

Jonas Luiz de Pádua, CSsR,

discente do terceiro ano de Teologia, ITESP.